Quinta, 16 de Setembro de 2021 11:52
(86) 99861-1711
Geral Desagravo

OAB Piauí participa de desagravo em favor de Advogado agredido por policiais em Goiás

O ato foi realizado na Praça da Bíblia, ao lado do local onde Policiais Militares do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO) imobilizaram e atacaram o Advogado.

29/07/2021 09h20
Por: Janiele Chaves Fonte: OAB-PI
OAB Piauí participa de desagravo em favor de Advogado agredido por policiais em Goiás

Por nenhuma prerrogativa a menos! A OAB Piauí participou, nesta quarta-feira (28), de Desagravo Público em repúdio às agressões sofridas pelo Advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, em Goiânia, no dia 21/08. O ato foi realizado na Praça da Bíblia, ao lado do local onde Policiais Militares do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO) imobilizaram e atacaram o Advogado.

Marcus Nogueira, Presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados da OAB Piauí, participou do ato e destacou que a Seccional sempre atuará na defesa das prerrogativas da Advocacia, na luta por justiça e na valorização da cidadania. “Este Desagravo, que reuniu a Advocacia de todo país, é para reconhecer a honra e o trabalho de Orcélio Ferreira e exigir que as prerrogativas de advogados e advogadas sejam respeitadas. Sempre atuaremos firme contra abusos e em defesa da Democracia. Nós do Piauí declaramos mais uma vez o nosso apoio e estaremos firmes na cobrança por respostas” declarou.

O Advogado desagravado, Orcélio Ferreira Silvério, agradeceu a solidariedade dos amigos de profissão e, especialmente, o apoio da OAB Piauí. “Juntos somos fortes e não vamos nos calar diante das ilegalidades”, disse.

Diante dos atos hediondos contra o Advogado, a OAB Piauí manifestou seu apoio e solidariedade, por meio de Nota de Repúdio, já que os fatos, divulgados em vídeos e, também na imprensa, deixou clara a abordagem policial brutal na qual a vítima foi imobilizada e covardemente agredida, verbal e fisicamente, pelos policiais militares do Goiás. Os relatos e as imagens do crime evidenciaram que a ação foi desproporcional, atentando contra as garantias fundamentais titularizadas por todos os cidadãos.

Acesse a nota na íntegra.

O Secretário-Geral da OAB Nacional, José Alberto Simonetti, que representou o Presidente Nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, destacou que a Advocacia jamais se curvará a atos de agressão e desrespeito e que a OAB age para defender a cidadania e os valores democráticos. “Estou aqui hoje ao lado de tantos outros que cruzaram os céus do Brasil para reconhecer o heroísmo, a coragem e o destemor do colega Orcélio Ferreira. Hoje, Orcélio tem ao seu lado as vozes de um milhão e 300 mil advogados e advogadas, como escudo e defesa para que as prerrogativas sejam respeitadas. A OAB age para combater o arbítrio e defender a cidadania e os calores democráticos”, afirmou.

Também presente no ato, o presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Alexandre Ogusuku, disse que Orcélio Ferreira é uma inspiração para toda a advocacia. “Mais do que repudiar, estamos aqui para dizer que vossa excelência é uma inspiração para seguirmos na advocacia com coragem e defendendo os ideais do Estado Democrático de Direito. Hoje somos todos Orcélio. O que aconteceu aqui foi um crime de tortura, praticado por policiais, e contra eles a Ordem não medirá esforços no campo penal e no campo civil para resgatar a dignidade do doutor Orcélio e da democracia”, disse.

Como medida do Desagravo, a OAB Nacional ingressará com ação civil pública com pedido de indenização contra o Estado de Goiás por causa das agressões praticadas por policiais militares contra o advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior. Os militares foram afastados após atuação da Ordem. A OAB Nacional tem acionado diversos quadros da entidade em diferentes instâncias para acompanhar cada desdobramento do caso.

Confira aqui a íntegra do desagravo da OAB Nacional

 

Confira aqui a íntegra do Desagravo da OAB-GO

 

Ele1 - Criar site de notícias