Quinta, 16 de Setembro de 2021 11:56
(86) 99861-1711
Especiais Advocacia

NÃO ROMANTIZE A ADVOCACIA

Por Giovana Holanda - Advogada Trabalhista

11/09/2021 11h24 Atualizada há 5 dias
Por: Ana Isabel
NÃO ROMANTIZE A ADVOCACIA

NÃO ROMANTIZE A ADVOCACIA 

 

Oi, advogado. 

Eu não sei quantos anos de ordem você tem. Eu não sei os teus sonhos e qual rumo quer dar para a sua carreira. Eu não sei qual a sua idade e tampouco a faculdade que você se formou. 

Mas eu sei de uma coisa: não romantize a advocacia. 

Há alguns meses eu escutei essa frase e parei para refletir tudo o que ela representa. Pra mim, e pra toda a classe.

O maior erro que o profissional do direito pode fazer é romantizar a sua advocacia. Sabe por que? Porque a idealização de uma profissão gera a frustação. 

No papel todas as coisas funcionam no seu devido tempo e acontecem da forma mais linear possível. Mas na vida real nós somos a atividade meio de um grande sistema. 

É. Isso mesmo. A nossa atividade é MEIO. Portanto, ela não depende exclusivamente de nós mesmos. 

Por trás dela existem diversas áreas que não são mencionadas quando o cliente te pergunta: Doutor, mas é causa ganha né?

Não se frustre, advogado. 

Não se frustre quando os clientes demorarem a aparecer, quando os honorários não caírem ou quando o seu nome ainda não estiver consolidado no mercado. 

E mesmo te dizendo para parar de romantizar a profissão que te escolheu (e sim, ela te escolheu, porque advocacia é amor), eu digo: se joga. 

É bom. É bom você lutar por ideais que acredita. É bom você lutar pelas tratativas empresariais, pelo tributo a menor, pela manutenção das relações de trabalho. É bom você saber que pode ser o elo da disseminação de clausulas leoninas em um contrato de compra e venda, que barra todo e qualquer usurpação dos direitos consumeristas dos seus clientes. 

Te joga! De cabeça. 

A advocacia é um oceano azul. É um mar infinito de possibilidade. Mas aqui somente os peixes resistentes conseguem sobreviver, porque nadar é para todos, mas se manter longe dos pescadores, não.

Cresça por você e pela sua profissão: sem vendas, sem caminhos fáceis, sem ilusão. Mas com muita, muita persistência, força de vontade e pé no chão. 

Advogar é vocação. 

Ele1 - Criar site de notícias