Segunda, 18 de Outubro de 2021 04:05
(86) 99861-1711
Cidades LOTE DE CORONAVAC

Lote de Coronavac comprado pelo governo do Piauí chega hoje a Teresina.

A remessa que chega hoje faz parte de um lote de 500 mil doses. A compra foi efetivada no último mês de setembro, durante solenidade em São Paulo.

08/10/2021 11h51
Por: Fonte: https://cidadeverde.com/
Lote de Coronavac comprado pelo governo do Piauí chega hoje a Teresina.

O Piauí recebe na tarde desta sexta-feira (08) a primeira remessa de vacinas Coronavac compradas pelo governo do Estado junto ao Instituto Butatan. As 200 mil doses desembarcam às 15h30 no Aeroporto de Teresina e serão usadas para reforçar a imunização da população em geral, de 18 a 59 anos. 

A remessa que chega hoje faz parte de um lote de 500 mil doses. A compra foi efetivada no último mês de setembro, durante solenidade em São Paulo. 

Com o recebimento dos imunizantes Coronavac, a Sesapi vai destinar as doses da Pfizer, que serão entregues do Programa Nacional de Imunização, para os adolescentes de 12 a 17 anos, que só podem receber esta vacina e também direcioná-las para a dose de reforço dos idosos acima de 60 anos, imunossuprimidos e profissionais da saúde. 

O governador Wellington Dias ressaltou a importância e o esforço para a chegada dessas vacinas que foram adquiras por meio de compra direta. “Estamos trabalhando para ampliar a vacinação e para isso era necessário o aumento da remessa de vacinas. Graças à integração dos estados, atuando juntos em prol de um objetivo maior, que é o de salvar vidas, estamos recebendo mais vacinas para população piauiense. Esta entrega é fruto de uma compra independente que fizemos junto ao Instituto Butantan”, disse Wellington Dias. 

Já o secretário de Saúde, Florentino Neto, destacou que mais doses do contrato de compra direta devem chegar nos próximos dias.  “Esta compra faz parte do empenho que o governador Wellington Dias vem fazendo para garantir a ampliação da vacinação do povo piauiense. Hoje vamos receber a primeira remessa da compra direta com o Butantan, e muito em breve virão às demais doses que foram adquiridas”, disse o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto. 

Ele1 - Criar site de notícias